domingo, 11 de setembro de 2011

O cabelinho Playmobil do Rei e a debutante Glória Maria


Aos 70 anos, Roberto Carlos tem o dom de emocionar as plateias. Seja a bordo de um navio, no teatro ou na praia de Copacabana. Não foi diferente em Jerusalém. Apesar de o show em Israel não trazer novidade no conteúdo - exceto pelo cenário e pelas imagens da visita do cantor a lugares sagrados -, o Rei cantou melhor do que na apresentação de fim de ano no Rio. O repertório conhecido sempre ajuda, é infalível! Nas redes sociais, o show ficou ainda mais divertido. A 'fina estampa' de RC foi alvo de muitos comentários. O que era aquele cabelinho de Playmobil? Grudado e com franjinha... Ridículo! Teve gente comparando o Rei a Chico Xavier e a uma índia velha. O ponto eletrônico que ele usava nas duas orelhas parecia aparelho de surdez.
Mas nada foi tão patético quanto a entrada no palco de Glória Maria. Com vestido azul esvoaçante e postura de debutante, a jornalista dançou uma música com Roberto e depois saiu com carinha de apaixonada. Vergonha alheia. No fim, como se fora a súdita número um, ela recebeu uma rosa das mãos do ídolo, e novamente deu aquele sorrisinho de "fui a escolhida".

Um comentário:

  1. Paulo Ricardo Moreira11 de setembro de 2011 02:16

    O animado bate-papo no Facebook da querida Ana Ramalho foi inspirador e fundamental para este post.

    ResponderExcluir